Três homens suspeitos do assassinato de PM são mortos durante confronto

Montagem BNews

A morte do PM Alexandre José Ferreira Menezes Silva aconteceu no sábado

Três homens foram mortos durante uma troca de tiros com policiais militaresno bairro de São Cristóvão, em Salvador, na madrugada desta sexta-feira (13). As vítimas foram apontadas pela polícia como responsáveis pela morte do soldado Alexandre José Ferreira Menezes Silva, um dos três PMs assassinados no último final de semana. Com um dos suspeitos foi encontrado um fuzil.

Em entrevista à TV Record Itapoan, na manhã desta sexta, o major da Rondesp Central, Gleidson Costa, afirmou que durante uma operação no bairro policiais foram surpreendidos por 10 homens armados, na localidade conhecida como Vila Verde.

“Recebemos a informação de que homens armados estavam na região. Pela surpresa do grupamento, foram visualizados 10 homens armados que estavam traficando. Os policiais foram recebidos a tiros e os PMs revidaram”, explicou o major.

Após serem baleados, os homens foram encaminhados para o Hospital Professor Eládio Lasserre, onde não resistiram aos ferimentos provocados pelos projéteis de arma de fogo. Na unidade de saúde, um paciente que estava internado na ala de emergência foi morto a tiros, na madrugada de segunda (9).

A Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA) informou que os materiais apreendidos com os mortos, como armas e drogas, foram encaminhados para a Corregedoria da Polícia Militar.

Mortes de PMs

Os três policiais militares foram mortos entre sábado (7) e domingo (8). O primeiro a ser assassinado foi o soldado Menezes. Ele recebeu um tiro na cabeça, enquanto fazia rondas na Rua Ulisses Guimarães, em Águas Claras.

Os outros dois militares morreram durante um ataque em Cajazeiras. Vitor Vieira Ferreira Cruz e Shanderson Lopes Ferreira foram baleados enquanto voltavam do velório de Menezes, que aconteceu no domingo, no Cemitério da Baixa de Quintas.

Desde então, a polícia iniciou uma caçada contra os responsáveis pelos crimes. Ações policiais passaram a ser feitas nos bairros para tentar prender os criminosos. Durante uma coletiva de imprensa nesta semana, o comandante-geral da PM, Paulo Coutinho, afirmou que “todo recurso disponível da Polícia Militar e da Polícia Civil está sendo usado para a resolução dos homícidios”.

*Nota atualizada às 9h47

Publicidades

CURTA,COMPARTILHE NOSSA PAGINA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *