Substituta de Tia Eron, Cristiane Britto quer estancar o feminicídio durante governo Bolsonaro

PUBLICIDADE

CANDEIAS PLAY CONHEÇA NOSSO PORTAL E NOSSA RADIO

PUBLICIDADE

[Substituta de Tia Eron, Cristiane Britto quer estancar o feminicídio durante governo Bolsonaro]

PUBLICIDADE

á um mês no cargo de secretária nacional de Políticas para Mulheres, Cristiane Britto visitou a Câmara Municipal de Salvador nesta segunda-feira (15) e foi convidada pelo presidente da Casa, vereador Geraldo Júnior (SD), para participar da mesa da sessão ordinária no Plenário Cosme de Farias. A integrante do governo Jair Bolsonaro (PSL) conversou com exclusividade com o BNews.

PUBLICIDADE

Substituta de Tia Eron, a gestora, que também é baiana, foi indicação do PRB para o cargo. E ela afirmou que quer mostrar resultados. Segundo Cristiane, a missão principal na pasta que integra o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos é estancar o feminicídio no Brasil. Indagada sobre como recebeu a secretaria após a saída de Eron, ela se posiciona.

PUBLICIDADE

“Confesso para você que, quando cheguei lá, não fiquei olhando para trás. Pensei qual é a nossa realidade, qual é a realidade da mulher brasileira hoje. Temos um cenário gritante de 5 mil mortes por ano e o Brasil ocupa o 5º lugar no ranking de feminicídio. O que eu pensei? Vou olhar para a frente e vamos trabalhar nos projetos que eu acredito. Vamos chamar a sociedade civil para dialogar e vamos colocar todos juntos, unir esforços para mudar esse cenário”.

PUBLICIDADE

De acordo com Cristiane, Bolsonaro é preocupado com a defesa dos direitos da mulher. “Já estive com ele [Bolsonaro] em um café da manhã com as parlamentares. É um presidente que cobra muito para a ministra Damares Alves e, por consequência, de mim, uma resposta em relação às mulheres do Brasil. Ele quer mostrar que as mulheres são importantes para o futuro do nosso país. E a cultura do respeito é o que a gente quer implantar no governo”.

Programa Marias na Construção
Cristiane esteve na capital baiana para o lançamento do “Programa Marias na Construção”, pelo prefeito ACM Neto e pela secretária municipal de políticas para Mulheres, a vereadora licenciada Rogéria Santos (PRB), que também a acompanhou ao Legislativo.  O programa prevê a realização de cursos gratuitos de construção civil para a população feminina da capital baiana.

PUBLICIDADE

Além de acompanhar a sessão, ela participou de reunião no Salão Nobre, com as presenças da presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, vereador Ireuda Silva (PRB), da secretária Rogéria Santos e do deputado estadual Jurailton Santos (PRB). Cristiane Britto defendeu a aprovação do projeto de lei de autoria de Jurailton, que cria em Salvador a Casa de Passagem para os Conselheiros Tutelares.

PUBLICIDADE

Fonte de Informação:https://www.bnews.com.br/noticias/politica/politica/240697,substituta-de-tia-eron-cristiane-britto-quer-estancar-o-feminicidio-durante-governo-bolsonaro.html

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

CURTA,COMPARTILHE NOSSA PAGINA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *