Polícia prende homem acusado de estuprar e engravidar a sobrinha de 10 anos

PUBLICIDADE

No início da tarde desta terça (18), o homem de 33 anos chegou a Vitória escoltado após ser preso em Betim, Minas Gerais. A polícia o indiciou por estupro de vulnerável.

A polícia prendeu o homem acusado de estuprar e engravidar a sobrinha de 10 anos.

No início da tarde desta terça-feira (18), o homem chegou a Vitória escoltado por policiais. Ele foi preso de madrugada, em Betim, Minas Gerais. Na viagem de carro até o Espírito Santo, o homem confessou que abusava sexualmente da menina, que tem 10 anos e ficou grávida.

“Informalmente, aos policiais, ele afirmou que realmente possuía alguma intimidade com essa menina e fez abusos contra ela”, diz o delegado Ícaro Ruginski.

A polícia o indiciou por estupro de vulnerável. A pena prevista é de oito a 15 anos. O homem, de 33 anos, é tio da menina.

O homem vai ficar em uma penitenciária do estado, que tem uma ala isolada para pessoas que cometeram esse crime. E não é primeira vez que ele vai para a cadeia no Espírito Santo. Ele cumpriu pena de 2011 a 2018, condenado por tráfico de drogas. Mas a Secretaria de Justiça do estado informou que, em 2017, ele entrou para o regime semiaberto. A Justiça concedeu o benefício da saída temporária: cinco vezes por ano, ele podia sair da prisão e ficar sete dias com a família.

“A menina fala que ele começou com os abusos quando ela tinha seis anos de idade. Então coincide quando ele teve sua liberdade no semiaberto”, explica o delegado-geral da Polícia Civil /ES, Darcy Arruda.

No Espírito Santo, a polícia fez exame de DNA do homem para comparar com o DNA do feto. “Qual é o objetivo disso? É a gente posteriormente confrontar esse perfil do DNA do feto com o perfil de DNA do acusado do crime de estupro, para que a gente tenha uma prova material cabal de que foi ele que estuprou e deu esse resultado de gravidez”, diz a chefe da Polícia Científica/PE, Sandra Santos.

No hospital em Pernambuco, onde médicos interromperam a gravidez com autorização da Justiça, a população está mandando presentes para menina.

A polícia do Espírito Santo e o Ministério Público também vão investigar publicações que expuseram o nome da criança e o endereço do hospital para onde ela foi levada, e também quem vazou as informações. A Defensoria Pública conseguiu na Justiça que as postagens fossem retiradas e está montando uma rede de proteção para a criança e a família.

O artigo 17 do Estatuto da Criança e do Adolescente afirma que o direito ao respeito consiste, entre outros pontos, na inviolabilidade da integridade física, psíquica e moral da criança e do adolescente, abrangendo a preservação da imagem e da identidade. O artigo 18 acrescenta: é dever de todos velar pela dignidade da criança e do adolescente, pondo-os a salvo de qualquer tratamento desumano, vexatório ou constrangedor.

O estatuto não fala sobre a identidade do agressor. O Jornal Nacional não vai revelar a identidade do homem preso porque entende que isso naturalmente ligaria o acusado de estupro à sobrinha dele e, portanto, permitiria que a vítima fosse identificada.

Fonte de Informação:https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2020/08/18/policia-prende-homem-acusado-de-estuprar-e-engravidar-a-sobrinha-de-10-anos.ghtml

LEIA MAIS NO CANDEIAS PLAY

CURTA,COMPARTILHE NOSSA PAGINA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *