Na Bahia, miliciano suspeito de envolvimento na morte de Marielle morre em confronto com polícia

PUBLICIDADE

[Na Bahia, miliciano suspeito de envolvimento na morte de Marielle morre em confronto com polícia]

Foragido da Justiça do Rio de Janeiro, Adriano Magalhães da Nóbrega, investigado por suposto envolvim ento na morte da vereadora carioca Marielle Franco, em 2018, estava escondido na cidade baiana de Esplanada e morreu em confronto com a polícia na manhã deste domingo (9). A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

A operação envolveu equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Litoral Norte e da Superintendência de Inteligência (SI) da SSP-BA. Ele passou a ser monitorado por equipes da SI da SSP da Bahia, após informações de que ele teria buscado esconderijo no estado. Nas primeiras horas da manhã ele foi localizado em um imóvel, na zona rural de Esplanada. 

Foto: Divulgação/SSP

No momento do cumprimento do mandado de prisão, segundo a SSP-BA, ele resistiu com disparos de arma de fogo e terminou ferido. Segundo a SSP, “o suspeito chegou a ser socorrido para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos”. Com o foragido foi encontrada uma pistola austríaca calibre 9mm.

“Procuramos sempre apoiar as polícias dos outros estados e, desta vez, priorizamos o caso por ser de relevância nacional. Buscamos efetuar a prisão, mas o procurado preferiu reagir atirando”, comentou o secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Teles Barbosa, em nota.

Adriano entrou para a PM no ano de 1996. Quatro anos depois, concluiu o curso de operações especiais do Bope. Na corporação, fez amizade com Fabrício de Queiroz, que trabalhou como assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), quando este foi deputado estadual. Ele chegou a ser homenageado por Flávio com a Medalha Tiradentes, a mais alta honraria da Assembleia Legislativa carioca. A mulher e a mãe de Adriano, Danielle Mendonça da Costa da Nóbrega e Raimunda Veras Magalhães, trabalharam no gabinete do deputado estadual.

Fonte de Informação: https://www.bnews.com.br/noticias/policia/policia/258673,na-bahia-miliciano-suspeito-de-envolvimento-na-morte-de-marielle-morre-em-confronto-com-policia.html

LEIA MAIS NO CANDEIAS PLAY

CURTA,COMPARTILHE NOSSA PAGINA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *