Mulher desaparece, marido confessa homicídio, mas vítima aparece viva na BA

Montagem BNews

Uma moradora da cidade de Barro Preto, no Sul do estado da Bahia, foi dada como desaparecida e, posteriormente, dada como morta após o marido afirmar que havia matado e enterrado o corpo da companheira em uma cova rasa.

A mulher, no entanto, estava viva e foi encontrada nesta quinta-feira (9), amarrada a sem roupas, na zona rural do município. As informações são do site Verdinho Itabuna.

Até então, o último contato de Valdenice Alves de Novais com familiares foi no dia 29 de novembro, quando ela saiu na companhia do marido para uma fazenda. Alguns dias depois, o homem retornou para a casa, mas sem a mulher.

A familiares da vítima, o marido afirmou que deixou a esposa, a pedido dela, às margens de uma estrada, onde Valdenice pagaria um ônibus para retornar para a residência do casal. Mas a família começou a desconfiar dessa versão depois que ele passou a ficar nervoso sempre que era questionado sobre o paradeiro da mulher.

Confissão

Parentes de Valdenice começaram a fazer buscas na cidade e a divulgar o caso nas redes sociais. Pressionado, o homem mentiu e disse que havia matado a vítima e ocultado o corpo. O fato foi comunicado às autoridades locais que fizeram buscas para encontrar o suposto cadáver.

Em depoimento à polícia, o homem teria assumido mais uma vez a autoria do falso assassinato. Funcionários do Departamento de Polícia Técnica (DPT) chegaram a ir, na companhia do suspeito, em alguns lugares onde ele indicou que havia enterrado o corpo da vítima, mas, sem sucesso, as buscas foram encerradas.

O homem foi preso e encaminhado para o Complexo Policial de Itabuna, também no Sul do estado. Valdenice está na companhia de parentes. Ainda ao site Verdinho Itabuna, a irmã da vítima afirmou que ela foi localizada fragilizada e que, até a tarde desta quinta, não havia dado detalhes sobre o crime. “Ela fica apenas parada olhando para a gente”, disse a familiar. 

Publicidades

CURTA,COMPARTILHE NOSSA PAGINA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *