Facebook e Twitter derrubam contas de bolsonaristas após decisão do STF

PUBLICIDADE

Pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro em rede nacional de rádio e televisão

O Twitter e o Facebook bloquearam nesta sexta-feira (24) os perfis de 16 aliados e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Eles são investigados por suposta disseminação de fake news.

A suspensão das contas foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), em decisão que integra o inquérito das fake news.

O ministro pede o bloqueio de 16 contas do Twitter e 10 perfis no Facebook, com multa de R$ 20 mil ao dia para as empresas que descumprirem a ordem.Continua após a publicidade

As contas são de:

  • Roberto Jefferson, ex-deputado e presidente nacional do PTB
  • Luciano Hang, empresário
  • Edgard Corona, empresário
  • Otávio Fakhoury, empresário
  • Edson Salomão, assessor do deputado estadual de São Paulo Douglas Garcia
  • Rodrigo Barbosa Ribeiro, assessor do deputado estadual de São Paulo Douglas Garcia
  • Bernardo Küster, blogueiro
  • Allan dos Santos, blogueiro
  • Winston Rodrigues Lima, militar da reserva
  • Reynaldo Bianchi Júnior, humorista
  • Enzo Leonardo Momenti, youtuber
  • Marcos Dominguez Bellizia, porta-voz do movimento Nas Ruas
  • Sara Giromini
  • Eduardo Fabris Portella
  • Marcelo Stachin
  • Rafael Moreno

O Twitter disse em nota que “agiu estritamente em cumprimento a uma ordem legal proveniente de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF)”. O Facebook afirmou que “respeita o Judiciário e cumpre ordens legais válidas”.

Outro lado

Muitos usuários que foram bloqueados se manifestaram. Veja abaixo o que eles disseram.

Roberto Jefferson: “Acredito na democracia e que ela só existe através da plena liberdade de expressão, garantida pela nossa Constituição Federal. Todos têm o direito de expressar opiniões individuais. Para construirmos um país cada vez melhor é necessário discutir ideias e manter o debate aberto para toda a sociedade. Isso é o que eu sempre defendi”, afirma.Continua após a publicidade

Allan dos Santos: “STF desativou minha conta no Twitter. Acabou a liberdade de expressão e de imprensa.”

Sara Giromini: “É ditadura!!! Meu Twitter, Youtube e Facebook foram apreendidos pelo STF.”

Otávio Fakhouri: a defesa do empresário afirmou que “a medida de bloqueio acarreta verdadeira censura por impedir a manifestação do pensamento de Fakhoury, garantida pelo amplo sistema de liberdade de expressão consagrado pela Constituição Federal”.

Berardo Küster: “Nesse Brasil, é proibido ser conservador raiz, é proibido ser cristão”, disse em vídeo no YouTube.Continua após a publicidade

A assessoria de imprensa de Edgard Corona disse que ele não vai se manifestar.

Fonte de Informação:https://www.msn.com/pt-br/noticias/brasil/facebook-e-twitter-derrubam-contas-de-bolsonaristas-ap%c3%b3s-decis%c3%a3o-do-stf/ar-BB179PAJ?li=AAggXC1

LEIA MAIS NO CANDEIAS PLAY

CURTA,COMPARTILHE NOSSA PAGINA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *