Caso raro: bebê nasce com glaucoma e terá que passar por cirurgia para não ficar cego

PUBLICIDADE

Crédito: Reprodução/TV Anhanguera

Heitor tem um mês de vida, mas já vai passar por um grande desafio. O bebê foi diagnosticado com glaucoma congênito, que é raro e atinge uma a cada 10 mil crianças. O procedimento cirúrgico deve ser feito quando a criança já estiver com dois meses completos.

“Foi diagnosticado com glaucoma congênito raro, que seria o primeiro caso de um bebê com glaucoma aqui em Palmas”, contou a mãe de Heitor, Melry Rose Matos.

Melry contou que os problemas iniciaram na gravidez, que era de risco. Heitor nasceu abaixo do peso e foi diagnosticado com glaucoma.

“Foi desesperador, para mim. Só sabia chorar, sem entender o que ele tinha. Tem que usar um colírio a cada 12 horas para que a pressão do olhinho dele não aumente. Toda semana eu tenho que levar ele (a um hospital) para medir a pressão do olho”, conta Melry.

“Minha médica falou que se ele não fizer a cirurgia, perde a visão. O que eu mais desejo é que meu filho tenha uma vida como qualquer outra criança. Que ele possa enxergar, brincar e ter uma vida saudável”, completou a mamãe.

Susan Yano Mocelin, médica oftalmologista, explicou sobre a doença rara. “Às vezes, a mãe até acha bonito a criança nascer com um olhinho mais claro, mas quando vai fazer o teste, é detectado. É uma doença muito agressiva, precisa de cirurgia para reverter. É o único tipo de glaucoma que a gente consegue essa cura porque é um defeito na estrutura do olho da criança”, contou.

Fonte de Informação:https://istoe.com.br/caso-raro-bebe-nasce-com-glaucoma-e-tera-que-passar-por-cirurgia-para-nao-ficar-cego/

LEIA MAIS NO CANDEIAS PLAY

CURTA,COMPARTILHE NOSSA PAGINA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *