Bebê com três pênis nasce no Iraque e surpreende médicos

PUBLICIDADES

Bebê com três pênis nasce no Iraque e surpreende médicos

É o primeiro caso conhecido de ‘trifalia’

Um caso inédito de um bebê que nasceu com três pênis foi pubicado pela revista científica International Journal of Surgery Case Reports. A criança chamou atenção de médicos do mundo por se tratar do primeiro caso conhecido de trifalia.

A má-formação, até então inédita, foi descrita como “uma anomalia congênita urogenital extremamente rara”. Apenas casos de “difalia” – ou seja, dois pênis – eram conhecidos até agora. Segundo o estudo, a difalia afeta uma em cada seis milhões de pessoas.

A criança, que nasceu em Duhok, no Iraque, foi levada para os cirurgiões aos 3 meses de idade após os pais notaram inchaço no saco escrotal, ao lado de protuberâncias que se assemelhavam a pequenos pênis. 

Os especialistas realizaram um exame que percebeu uma bolsa com retenção de líquido ao redor do testículo (hidrocele) e dois pênis extras: um se estendia da raiz do pênis original e tinha uma glande, enquanto o outro se projetava abaixo do saco escrotal.

A criança foi submetida a uma cirurgia para remover a hidrocele e os dois pênis extras. A cirurgia foi realizada por cirurgiões especializados, considerando que cada caso é diferente e pode exigir até mesmo a reconstrução da uretra.

O procedimento, de acordo com o artigo publicado, foi um sucesso e a criança não apresentou efeitos adversos após um ano de acompanhamento. A equipe médica responsável pelo paciente solicitou acompanhamento assim que ele atingir a puberdade.

A difalia pode ser uma condição genética, mas as evidências  também sugerem que drogas e infecções durante a gravidez também podem desencadeá-la. Além disso, a doença está associada a outros problemas congênitos que precisam de atenção, incluindo problemas no sistema digestivo e no trato urinário, por exemplo.

Fonte: correio24horas

LEIA MAIS NO CANDEIASPLAY

CURTA,COMPARTILHE NOSSA PAGINA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *